TPL_GK_LANG_MOBILE_MENU
A+ A A-

Deprecated: Non-static method Joomla\CMS\Application\SiteApplication::getMenu() should not be called statically in /home/gwcomuni/public_html/templates/gk_news/lib/framework/helper.layout.php on line 181

Deprecated: Non-static method Joomla\CMS\Application\CMSApplication::getMenu() should not be called statically in /home/gwcomuni/public_html/libraries/src/Application/SiteApplication.php on line 275

Sem o salário de dezembro, professores recebem apoio de alunos em todo o Estado de Goiás Destaque

Sem o salário de dezembro, professores recebem apoio de alunos em todo o Estado de Goiás

Sem o salário de dezembro, professores recebem apoio de alunos em todo o Estado de Goiás

A cena é a mesma em todos os cantos do Estado, professores com dívidas, cartão de crédito estourado e nos casos mais graves, passando até fome. Diante do caos, alunos da rede estadual de ensino em Goiás resolveram dar uma força em apoio aos professores. A segunda-feira (11), foi marcada por movimentos e protestos por parte dos discentes.

Em Luziânia e demais municípios localizados no Entorno do Distrito Federal, as ações dos alunos movimentaram inúmeras escolas. Logo pela manhã, estudantes do Colégio Maria Pereira levantaram cartazes de protesto contra o governo e em solidariedade aos professores. À tarde, foi a vez dos alunos do Colégio Estadual Vasco dos Reis no Jardim Ingá, que empunhados de cartazes, faixas e o grito de guerra – “Governo Caiado qual é sua visão? Pague os professores e valorize a Educação”, reivindicaram o salário dos professores. Em consonância ao movimento, a aluna Ludmilla Diniz de 17 anos, que confessa à reportagem o sonho de ser professora, destaca que sentiu-se na obrigação de participar do encontro, por acreditar que está na educação a base de todo um processo de melhoria do país. E ao perceber que os professores estão sem receber dignamente seus salários, sentiu-se motivada, uma vez que, segundo a aluna, as dificuldades enfrentadas pelos docentes, refletem diretamente na sala de aula. O que por consequência, também prejudica a qualidade do ensino.

Outra jovem a fazer coro com Ludmilla, é Fernanda Silva Rodrigues, de 16 anos e matriculada na 3ª série A. Para a estudante, é de suma importância, perceber o envolvimento dos colegas, pois parte do sucesso deles, vem do empenho e dedicação dos professores.

Já para a professora de matemática Raquel Lima, dos 20 anos em regência de sala de aula, este é o pior momento que já enfrentou enquanto educadora – “Temos agora, esta ‘novidade ruim’, esperamos mais do que nunca, a responsabilidade do governo estadual, em entender que Educação é e deve ser sempre tratada como prioridade e que o salário dos professores é parte importante do processo”, destacou a profissional.

Em Cristalina, o Colégio Estadual Olga Aguiar Mohn deu início à operação tartaruga, com redução na jornada de trabalho, os alunos e professores da unidade esperam sensibilizar o governo quanto ao pagamento do mês de dezembro e já a partir do dia 25, a quitação da folha de fevereiro.

Os protestos se repetiram durante todo o dia, seja na Capital ou no interior. Em cidades como Jataí e Catalão também houve movimentação dos alunos. (Reportagem – Geovane José Leandro. RP: 3237/GO).

Última modificação emSegunda, 11 Fevereiro 2019 20:16
voltar ao topo
Info for bonus Review William Hill here.