TPL_GK_LANG_MOBILE_MENU
A+ A A-

Deprecated: Non-static method Joomla\CMS\Application\SiteApplication::getMenu() should not be called statically, assuming $this from incompatible context in /home/gwcomuni/public_html/templates/gk_news/lib/framework/helper.layout.php on line 181

Deprecated: Non-static method Joomla\CMS\Application\CMSApplication::getMenu() should not be called statically, assuming $this from incompatible context in /home/gwcomuni/public_html/libraries/src/Application/SiteApplication.php on line 275

Assalto a ônibus entre Cristalina e Luziânia termina com 3 mortos e 1 gravemente ferido

Um assalto a ônibus da Real Expresso terminou com três pessoas mortas, na madrugada desta terça-feira (15). Entre elas, um sargento da Polícia Militar do DF. O coletivo fazia a linha São Paulo – Brasília e trafegava pela altura do KM 61 da BR-040, quando dois criminosos começaram a efetuar disparos de arma de fogo, obrigando o motorista a parar. Era por volta das 4h30.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, logo que os bandidos invadiram o veículo, reconheceram o PM, que estava fardado, e começaram a atirar. Um agente penitenciário, que também estava a bordo, reagiu e atirou contra os assaltantes. Os dois morreram no local.

A imagem pode conter: texto

Ferido com dois disparos, o PM Hernandes José Rosa foi socorrido à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Luziânia, mas não resistiu. Ele morava em Catalão (GO) e era lotado no Batalhão do Núcleo Bandeirante. Ainda de acordo com a PRF, uma passageira ficou gravemente ferida e um outro rapaz foi baleado na mão. Um dos criminosos portava uma arma calibre 12 e o outro, uma .40.

Bandidos que morreram em assalto a ônibus na BR-040 eram irmãos

Agnaldo e Ronaldo já tinham passagens pela polícia e eram fugitivos da cadeia Municipal de Cristalina. Eles haviam assaltado um outro veículo momentos antes de atacar o ônibus interestadual

Os dois criminosos que tentaram assaltar um ônibus interestadual na BR-040 eram irmãos. Agnaldo Pereira da Rocha e Ronaldo Pereira da Rocha já tinham passagens anteriores por roubo e, na madrugada desta terça-feira (15), mataram um passageiro policial militar do Distrito Federal. No momento do crime, um agente penitenciário que também viajava no coletivo, reagiu e atirou contra os criminosos. Eles morreram no local.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os dois irmãos  fugiram da cadeia Municipal de Cristalina em 20 de março. Eles eram assaltantes de ônibus dessa região e já haviam sido presos algumas vezes, inclusive em 2012, na Operação Cerco da PRF. A dupla havia assaltado outro veículo momentos antes de atacar o coletivo  interestadual.

A imagem pode conter: 1 pessoa

O crime ocorreu próximo ao km 61 da BR-040, na altura de Luziânia (GO), na Região Metropolitana do Distrito Federal. O trecho fica entre o município e a cidade de Cristalina (GO). O ônibus, da viação Real Expresso saiu de São Paulo com destino a Brasília, às 13h dessa segunda (14).

Passava das 4h30 quando os dois suspeitos teriam se posicionado na pista e atirado contra o ônibus para forçar parada. Segundo relatos da polícia, a dupla entrou no veículo e identificou Hernandes José Rosa, sargento da PMDF há duas décadas, com a farda da corporação. Os suspeitos dispararam dois tiros contra o militar. Ele foi socorrido na Unidade de Pronto Atendimento de Luziânia (UPA), mas não resistiu.

O sargento trabalhava no 25º Batalhão de Polícia Militar, no Núcleo Bandeirante, e morava em Catalão (GO). Dentro do ônibus também estava um agente penitenciário, que reagiu ao assalto. Ele e o militar não se conheciam. Na troca de tiros, os dois criminosos morreram e caíram nas escadas do veículo.

Um  passageiro foi alvejado e ficou com uma bala alojada na mão, sendo socorrido à UPA de Luziânia. Uma outra passageira baleada deu entrada no Instituto Hospital de Base (IHB) em estado gravíssimo. Segundo a unidade, ela está sendo atendida na sala vermelha e seguirá para Unidade de Terapia Intensiva. Às 13h, a unidade deve emitir boletim médico.

Dentro do ônibus, a cena é de destruição. Há marcas de balas nas poltronas e no para-brisa. Pelo chão do veículo, o sangue escorreu. A Polícia Civil de Goiás já fez perícia do carro, mas a cápsula de uma bala ainda está alojada no painel do motorista.

Mulher baleada em ônibus continua em estado grave

Continua em estado grave e ainda respira com ajuda de aparelhos a mulher ferida durante uma tentativa de assalto a um ônibus interestadual na madrugada de terça-feira (15). O Instituto Instituto Hospital de Base do Distrito Federal (IHBDF) informou que a jovem de 21 anos, baleada no tórax e na coluna, apresentou melhora do quadro pulmonar. Ontem, ela passou por drenagem torácica e está sendo acompanhada por profissionais da neurocirurgia.

Sarah Cristian Bueno segue internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e recebe cuidados intensivos. Um homem que ficou com uma bala alojada na mão foi levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Luziânia (GO), na Região Metropolitana do Distrito Federal. Ambos eram passageiros do ônibus que fazia o itinerário São Paulo-Brasília assaltado nesta madrugada na BR-040.

Tentativa de assalto

Passava das 4h30 quando os dois suspeitos teriam se posicionado na pista e atirado contra o ônibus para forçar parada. Segundo relatos da polícia, a dupla entrou no veículo e identificou Hernandes José Rosa, sargento da PMDF há duas décadas, com a farda da corporação. A dupla disparou contra o militar, que foi socorrido na Unidade de Pronto Atendimento de Luziânia (UPA), mas não resistiu.

A imagem pode conter: texto

O sargento Hernandes José Rosa trabalhava no 25º Batalhão de Polícia Militar, no Núcleo Bandeirante, e morava em Catalão (GO). Dentro do ônibus também estava um agente penitenciário, que reagiu ao assalto. Na troca de tiros, os dois criminosos morreram e caíram nas escadas do veículo. O velório do militar ocorre nesta quarta-feira (16) em Catalão. Do DF, um comboio de colegas seguiu para prestar as últimas homenagens a ele.

A Superintendência da Polícia Rodoviária Federal no Distrito Federal lamentou o ocorrido. “Neste momento de dor e consternação nos solidarizamos ao sentimento de perda da família PMDF e oferecemos nossas mais sinceras condolências”, disse, em nota.

Por : Jornal de Brasília

Leia mais ...
Assinar este feed RSS
Info for bonus Review William Hill here.